CSJ - Cia de Saneamento de Jundiaí

Enquanto você navega,
m³ de esgoto estão sendo tratados.

Jundiaí está em 1º lugar em tratamento de esgoto

07/06/2015

O município de Jundiaí, interior de São Paulo, subiu de 3º para o 1º colocado no tratamento de esgoto do “Ranking do Saneamento 2015” do Instituto Trata Brasil, que monitora e dá visibilidade aos avanços do saneamento nas maiores cidades brasileiras.

Jundiaí foi o único município do país que recebeu nota 10 no quesito, tratando 98,28% do esgoto. Essa nota foi atribuída com base na avaliação que instituiu o parâmetro 95% como meta de universalização para esse indicador.

A classificação no ranking geral valoriza tanto os resultados alcançados como os esforços de melhoria, para que a população tenha melhor qualidade de vida. As primeiras posições vão para as cidades que já estavam razoavelmente bem e que fizeram os maiores investimentos para melhorar. Como Jundiaí já chegou na universalização (com praticamente 100% de esgoto tratado), quando comparado aos outros munícipios, os resultados são mais sutis. A base de dados consultada nessa edição foi extraída do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS 2013) do Ministério das Cidades.

O diretor da Companhia de Saneamento de Jundiaí (CSJ), Luiz Pannuti Carra, reforça que “Jundiaí praticamente alcançou a universalização de água, esgoto e tratamento. O trabalho da DAE em conjunto com a CSJ é exemplo em rankings importantes como o do Trata Brasil”.

Ele ressalta ainda a importância da conscientização do descarte correto do lixo para a preservação do meio ambiente. “É preciso uma grande conscientização, informar e procurar saber qual a maneira mais correta de descarte de lixo. Há locais que coletam óleo para reciclar, algumas farmácias recebem remédios vencidos, tintas e venenos devem ser colocados em aterros ou incinerados. O esgoto não é lugar de lixo.”

Sobre a CSJ

Fundada em 1996, a Cia Saneamento de Jundiaí (CSJ) construiu a Estação de Tratamento de Esgotos de Jundiaí (ETEJ), com o objetivo de tratar todo o esgoto de Jundiaí. A meta foi atingida e hoje todo o esgoto coletado pela DAE S/A recebe tratamento e destinação adequados, garantindo um saneamento de qualidade e respeitando o meio ambiente. Além disso, o lodo produzido no processo é reciclado e beneficia a agricultura, sendo usado em culturas que não são de consumo direto da população.

A CSJ foi contratada em uma concorrência pública pela menor tarifa e passou a tratar o esgoto doméstico e industrial da cidade de Jundiaí, procurando sempre aprimorar sua operação, além de desenvolver projetos sociais de profissionalização, educação e conscientização.

FONTE/AUTORIA: Lívia Haddad